Lucas & Carol – Dia 1

DIA 1

No terceiro dia de setembro, conforme combinado, Carol e suas amigas Sara, Thalia, Carla e Nanda pegam um taxi próximo à casa que estavam alugando na Tijuca para o Maracanãzinho, rumo ao jogo inicial do campeonato carioca de voleibol. Elas sentam o mais próximo possível da quadra, com seus novos bate-bates e camisetas azuis de torcedor RJX nas mãos, sacam seus celulares para bater fotos dos astros de seleção brasileira dos times; avistam lendas do esporte na arquibancada vip, inclusive o treinador da seleção masculina e grandes nomes dos anos 80 e 90.

É um jogo fácil de três a zero e em pouco mais de uma hora e meia elas estão na beira da grade tentando descolar autógrafos e fotos.

– Olha o Lucas! – Carol murmura para Carla, que vê o momento para gritar o nome dele, tentando fazer com que ele se aproxime.

Carol tem um pequeno chilique interno quando ele vê as cinco amigas amontoadas na grade e acena positivamente com a cabeça. Assim que termina de dar autógrafo para algumas crianças, ele se aproxima.

– Não era você, não, era o Lucão. – Sara brinca e ele estanca. Elas riem. – Brincadeira, a gente já pegou dele. Lucas Giani, futuro grande nome da seleção brasileira segundo nossa amiga Carolina ali, chega mais, vamos tirar umas fotos.
Ele ri e pega a câmera de Sara para tirar uma foto entre ela e Nanda. É atencioso com cada uma delas, faz piadas e pergunta nomes. Quando se vira para Carol, sua expressão é surpresa.

– Eu conheço você. – ele diz e ela sorri.

– Bem… – ela começa e dá uma fuçada na bolsa que carrega, saca uma agenda, procura alguma página especifica. – Tirei uma foto com você no início do ano, quando vocês foram jogar em Araçatuba pela Superliga.

Ela estende a agenda. Há uma foto deles juntos quase que do mesmo jeito que estavam agora, com ela pendurada na grade, ambos sorrindo.

– Oh! – ele murmura e olha para ela. – Não, mas eu quero dizer… – ele franze a testa. – Tu é a garota do blog quarentaedois, não?

Ela fica genuinamente surpresa e segura a agenda com força.

– Eu tenho essa mania de acompanhar blogs desconhecidos. – ele prossegue. – Não que o teu seja desconhecido é só que…

– Não é um Kibe Loco da vida, eu sei. – ela confirma.

– Pois é. – ele sorri. – Eu vi um tweet do Gustavo. Endres, sabe? Sobre um texto que tu escreveu, achei bem legal. Acompanhei desde então. Você é engraçada.

Ela cora um pouco.

– O blog ganhou um pico de visualizações aquele dia, mesmo.

Guarda a agenda sem nem olhar direito e segura a barra da grade que separa o público da quadra. Apoiada desse jeito e com ele meio abaixado, seus rostos estão quase da mesma altura.

– Achei que vocês têm tanta gente em tantos jogos pedindo foto que você nunca se lembraria. – ela comenta baixinho.
– Mas eu não lembrei da foto. – ele diz. – Lembrei de você. E dos seus comentários sobre séries cults injustiçadas da televisão americana. Eu até tentei assistir Miranda, mas tu tinha razão. Tem que ser mulher pra entender.

Ela dá risada e troca um cumprimento com Sara. Ele sabe, pelos comentários, que foi a amiga quem a “obrigou” a assistir a série.

– Eu acho que tu é a única blogueira que eu lia as coisas e pensava “quero conhecer essa mina”.

Ela sorri e faz uma reverência.

– Bem, olha o que o destino nos reservou.

– O fabuloso destino de Carolina Mendonça. – Thalia brinca. Lucas parece confuso e Carol reprova com um gesto de cabeça.

– O quê?

– Não tem importância. – ela estende a mão. – Prazer. Carolina Mendonça, blogueira, desempregada graças a essa viagem, universitária e sua maior fã, sem brincadeiras.

Ele aperta a mão dela.

– Lucas Giani, com muito prazer. Atleta, azarão de lista de corte do Bernardinho ao seu dispor.

Ela dá de ombros.

– Espera só até a próxima Liga Mundial. A vaga é sua.

Lucas sorri, grato. Eles ainda estão de mãos dadas e ele tem esse lampejo, de que é verdade, ele quer conhecê-la. E ele pode, por que não? Ele se aproxima.

– Hey… – começa. – o jogo acabou cedo. Quer ir para algum lugar? Todas vocês?

Thalia senta na barra da grade, interessada.

– A gente estava bem querendo passar no Applebee’s para comer tudo que conseguirmos de costelinha. Se você chamar uns amigos seus, a gente pode te incluir nos planos. – sugere.

Elas se inclinam para olhar os outros jogadores do RJX, que também estão distribuindo autógrafos. Ele olha também.

– Tipo o Bruninho. – Nanda diz.

– E o Tiago Sens. – Sara sugere.

– Lucão é bem gato. – Thalia comenta.

– Alguns desses caras são comprometidos, vocês sabem, não? – Lucas fala, constatando fatos.

– E daí? – Carla desdenha.

– Desde o caso Giba, tudo se pode esperar de jogadores de vôlei. – Carol diz e troca um olhar com Lucas.

– É, mas a maioria das pessoas aqui tem como exemplo de vida o Gustavo Endres. – Elas soltam um “oh” de compreensão coletivo. – Mas eu posso ver quem topa, a gente sempre combina de ir para algum lugar. Só esperem que nós vamos tomar um ducha.

– Com certeza. – Carla diz. – Vocês estariam fora dos planos se resolvessem sair com essas camisas de time molhadas de suor.

Carol ri.

– Ignore-a.

É exatamente o que Lucas faz. Eles estão próximos novamente e olham bem nos olhos um do outro. Ele sabe que ela está starstrucked, mas não se importa porque ele também está. Porque é como se todos aqueles meses acompanhando anonimamente o quarentaedois, vendo os posts aleatórios sobre universidade, esporte, televisão e literatura daquele jeito pseudo-cult dela fizessem dele tão fã dela quanto ela é dele. Ele sorri e ela sorri.

– Aguenta aí que eu já apareço de novo. – diz e ela confirma com a cabeça.

E quase é como se fosse mesmo “O Fabuloso Destino de Carolina Mendonça”.

——————————–

Já pensou que lindo se os jogadores vissem a quantidade de referências à eles que eu faço?? One can dream.
E cara, se você não assistiu Amélie, pfvr resolve esse desvio de caráter já.

Advertisements

6 responses to “Lucas & Carol – Dia 1

  1. “- Com certeza. – Carla diz. – Vocês estariam fora dos planos se resolvessem sair com essas camisas de time molhadas de suor.” HAHAHAHAHAHAHAHAHA

    Adorei esse capítulo!

  2. “Eles ainda estão de mãos dadas e ele tem esse lampejo, de que é verdade, ele quer conhecê-la. E ele pode, por que não? ” Awwwwwn *-*

  3. “se você não assistiu Amélie, pfvr resolve esse desvio de caráter já.” BULLINGUE (consegui fazer o wp funcionar por um instante, to chorando de emossoa)

  4. Amélie <33333333333333333 total apx por esse filme.
    e eu queria ter uma sorte dessa, mds ja pensou que louco vc ta la pedindo autografo e o cara te reconhece do blog ou whatever kkkkk

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s