#chat

“Eu estava devendo uma conversa.” ele diz, se aproveitando do momento em que ela está sozinha. Ela o encara verdadeiramente surpresa.

“Sim.”

“Tudo bem?” ele cumprimenta de verdade, com o único beijinho no rosto característico dos paulistas.

“Tudo cansado.” ela responde com um risinho que mostra mesmo todo o cansaço de seu corpo.

“Vamos pagar essa conversa com uma cerveja?”

“Eu não bebo.”

“Com uma Coca-Cola, então.”

Ela sorri. Aquiesce.

Eles vão. Ele paga o refrigerante, mas ela paga o que comeu. E eles conversam. Não aquela conversa em dívida há meses. Apenas uma conversa. É melhor do que qualquer coisa que tivessem para falar.

Ele passa por ela sem nem cumprimentar. O lembrete de uma dívida passa por sua cabeça. Uma conversa é formada em seu cérebro.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s